oração

Como fazer uma oração que alcance o coração de Deus?

Coloquemos nosso coração no coração de Deus por meio da oração

Padre Evandro Lima, nesta segunda-feira, 6 de junho de 2016, no programa ‘Sorrindo pra Vida’, convida-nos a vivenciarmos a oração. Mas qual tipo de oração alcança o coração de Deus?

A Palavra meditada está em São Lucas 18,9-14:
“Para alguns que confiavam na sua própria justiça e desprezavam os outros, Jesus contou esta parábola: ‘Dois homens subiram ao templo para orar. Um era fariseu, o outro publicano. O fariseu, de pé, orava assim em seu íntimo: ‘Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros, ladrões, desonestos, adúlteros, nem como este publicano. Jejuo duas vezes por semana e pago o dízimo de toda a minha renda’. O publicano, porém, ficou a distância e nem se atrevia a levantar os olhos para o céu; mas batia no peito, dizendo: ‘Meu Deus, tem compaixão de mim, que sou pecador!’ Eu vos digo: este último voltou para casa justificado, mas o outro não. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado.”

Hoje, a Palavra de Deus vem nos falar sobre a oração. Quantos pensam: “Eu não sei rezar” ou “Rezar é algo tão difícil”. Mas o que é a oração? É colocar o nosso coração diretamente no coração de Deus.

Quantos, neste momento, pensam: “Eu rezo, eu oro, mas nada acontece. Parece que quanto mais eu rezo, meus pedidos não chegam até o coração de Deus”. Porém, aqui não falamos apenas do Senhor atender ou não nossos pedidos, mas sim da oração, que é a nossa relação com Ele.

Como fazer uma boa oração?

Diante de Deus, das pessoas e de nós mesmos, como está o nosso coração? Um coração humilde atrai a misericórdia do Senhor para nós.

No Evangelho de hoje, deparamo-nos com duas personagens: o fariseu e o publicano. O fariseu era um homem que conhecia as leis de Deus e se julgava superior aos demais, mas sua oração era superficial. E aquele publicano, que extorquia e roubava, fez sua oração com um coração humilde, que tocou o coração de Deus.

Quando nos aproximamos de Deus e em nós persiste o sentimento que não somos aquilo que deveríamos ser, procuramos nos esconder do Senhor. Qual é a nossa condição: hipocrisia, soberba ou arrogância? Esse tipo de oração não toca o coração do Pai.

Para experimentarmos Deus, silenciemos o coração. É no silêncio que nos encontramos com o Senhor.

A Igreja nos ensina a rezar

O Catecismo da Igreja da Católica, no parágrafo 2626, propõe-nos formas de oração:

A primeira forma é a bênção e adoração. Exaltemos a Deus. Coloquemos o Senhor em primeiro lugar em nossas vidas, vamos a Sua procura e o reconheçamos como Senhor da nossa vida. A adoração que devemos prestar ao Senhor é a primeira forma que devemos entender sobre oração.

A súplica é o segundo modo de oração, nossos pedidos entregues ao coração de Deus. Aquele que não confia em Deus não pode suplicar a Ele. O Senhor é o dispensador de todos os bens e todas as graças.

O terceiro tipo de oração que o Catecismo nos ensina é a oração de intercessão. Quantos de nós já ouvimos: “Reza por mim” ou “reze por minha família”. Coloquemos nossos irmãos, por meio da nossa oração, nas mãos de Deus. Os santos aprenderam e testemunham para nós o quão importante é a vida de oração, por isso são nossos intercessores no céu.

A ação de graças! Essa oração é a oração de agradecimento a Deus. Qual a situação que precisamos agradecer ao Senhor? Mesmo nas situações difíceis, não deixemos de agradecer, pois o Pai sempre está conosco. Deus tem cuidado de nós.

A fraqueza de Deus

Se Deus tem uma fraqueza, pode-se dizer que é não conseguir ficar inerte a um coração humilde. Quanto mais humilde, mais Deus se ‘enfraquece’ e coloca Seu coração junto ao nosso coração. Aproximemo-nos com humildade do Sagrado Coração de Jesus.

Santa Teresinha do Menino Jesus fala sobre a oração: “Para mim, a oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado ao céu, um grito de reconhecimento e amor no meio da provação ou no meio da alegria”. Nossa relação com Deus não é uma relação de troca, mas sim de amor.

O nosso coração deve lançar esse olhar simples a Deus. Quantas coisas queremos falar diretamente com o Senhor, como aquele publicano fez, revelando ao Senhor aquilo que estava no íntimo do seu coração. Não percamos tempo, abramos nosso coração ao Senhor, pois Ele é amor e misericórdia.

Oração é estar com Deus continuamente

Quantas horas temos rezado durante o ano? A vida precisa ser uma eterna oração. Em duas passagens de São Lucas, vemos claramente a oração insistente: São Lucas 11,5ss e São Lucas 18,1ss. Essas passagens nos falam sobre a oração, que é preciso persistir. Não vemos a resposta de nossas orações? Continuemos a orar com insistência e persistência. Aproveitemos este momento para descansarmos no coração de Deus. Coloquemo-nos em oração.

Padre Evandro Lima
Missionário e sacerdote da Comunidade Canção Nova

Transcrição e adaptação: Ariele Silva

Fonte: http://clube.cancaonova.com/sorrindo-para-a-vida/como-fazer-uma-oracao-que-alcance-o-coracao-de-deus/

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *