Jovem feliz

Há um ano eu nasci para uma vida nova

No dia 31 de dezembro de 2014 minha amiga me chamou para passar a virada diante do Santíssimo, em adoração.

No começo, eu neguei, arranjando um monte de desculpas pra não ir, parece que, no fundo, eu já sabia que iria acontecer uma grande mudança.

Mas parece que havia uma sede em mim que estava ansiosa para reencontrar o Senhor. Lembro que antes desse encontro, ou posso chamar de reencontro, eu vivia uma vida mundana, e no pecado. O pior é que ninguém sabia dessa minha vida, em cada lugar que eu ia, eu usava uma máscara.

A minha sexualidade era desregrada, conhecia pessoas pela internet, saia bebia e fazia coisas que eu não faria se estivesse sã.

Foi então que ao ser chamada para essa adoração, meu coração já começou a me fazer perceber a sede que estava sentindo, uma sede de amor, o amor que só Deus tem por nós.

Chegando na capela da sagrada, com algumas pessoas conhecidas e desconhecidas, comecei a me sentir acolhida, como não me sentia há muito tempo.

Não tenho palavras para expressar a enxurrada de emoções que eu senti. Cada música que era tocada, tocava o mais íntimo de mim, era o que eu sempre quis dizer a Deus e não tinha coragem. Naquele momento comecei a me sentir suja, indigna, e não pude conter minhas lágrimas ao ser invadida pela imensidão do amor e da misericórdia de Deus. Foi o momento divisor de águas em minha vida.

Saindo de lá, ainda fomos na casa da Adriele, e ao conversar com cada pessoa, eu me sentia ainda mais motivada a mudar minha vida, meus conceitos, minhas atitudes. Não deu nem tempo de sentir medo de estar sozinha, porque para cada lado que eu olhava, tinha alguém me acolhendo e pronto para me ouvir.

A partir daí, parece que tudo começou à fazer sentido. Não via mais motivo para beber, para viver uma sexualidade desregrada, nada disso fazia sentido pra mim.

Depois que eu comecei à ir no grupo de oração aos sábados, e ainda mais depois do acampamento, é como se meu tanque estivesse se enchendo de combustível.

Não consigo mais imaginar a minha vida sem os amigos que fiz nesse grupo, sem esses encontros que temos para ficarmos mais próximos do Senhor, nosso Amado.

Louvo e agradeço à Deus pela vida de cada um de vocês, pela sua intercessão e pelo seu SIM.

E quero junto de vocês buscar ainda mais pessoas para junto de Deus, e de nossa mãezinha.

Jaqueline – Arapongas

TESTEMUNHOS-1024x547

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *