Desperta

Desperta, tu que dormes! Levanta-te dentre os mortos!

Sempre que o Espírito Santo age em nós é por uma causa. Deus tem um propósito, um plano para aquele dia e para aquela situação que estamos vivendo. O Senhor quer fazer-nos voltar ao primeiro amor e despertar a Sua Igreja da letargia. Ontem ouvimos a homilia do padre Roger Luís e uma pregação como aquela nos faz acordar, despertar.

Mitas vezes, perdemos a visão espiritual e as coisas parecem estar muito fáceis. No Brasil, a nossa fé está sendo afrontada. E nós, muitas vezes, estamos fingindo que não estamos vendo. Estamos dormindo em pé com os olhos abertos.

Deus entra no ‘chronos’ para fazer o seu ‘Kayros’. A glória de Deus é transmitida pelos meios de comunicação da Canção Nova e atinge você, que está em casa. Todos aqueles que se colocam na presença de Deus, com fé, são curados. Se você fizer um caminho de fé você será curado para fazer a diferença no mundo.

“Procurai o que é agradável ao Senhor, e não tenhais cumplicidade nas obras infrutíferas das trevas; pelo contrário, condenai-as abertamente. Porque as coisas que tais homens fazem ocultamente é vergonhoso até falar delas. Mas tudo isto, ao ser reprovado, torna-se manifesto pela luz. E tudo o que se manifesta deste modo torna-se luz. Por isto a Escritura diz: Desperta, tu que dormes! Levanta-te dentre os mortos e Cristo te iluminará. Vigiai, pois, com cuidado sobre a vossa conduta: que ela não seja conduta de insensatos, mas de sábios que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus. Não sejais imprudentes, mas procurai compreender qual seja a vontade de Deus. Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito. Recitai entre vós salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e celebrai de todo o coração os louvores do Senhor. Rendei graças, sem cessar e por todas as coisas, a Deus Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo!” (Efésios 5,10–20).

Em Éfeso havia uma Igreja muito forte e coesa, exemplo para outras Igrejas. Hoje o Senhor quer falar para a Sua Igreja. Tudo o que vou dizer não é para os pagãos, nem é para outras religiões. Não! A Palavra de Deus é dirigida para a Igreja, que somos eu e você.

“Desperta, tu que dormes! (Efésios 5)
Foto: Wesley Almeida/CN

Éfeso era tida como a cidade mais importante da região na época e ali Paulo começou a Igreja de Cristo. Era um povo que buscava a Deus constantemente. Contudo, também naquela cidade havia muita coisa má como o ocultismo, idolatria, bruxaria, feitiçaria, etc. Era terrível, inclusive existia ali o templo de uma deusa muito famosa, chamada Diana. E naquela cidade estava a Igreja de Cristo, e a Palavra era dirigida para a Igreja. Essa Palavra é para nós, a Igreja de Cristo.

Hoje estamos vivendo tempos difíceis. No capítulo 5 de Efésios, versículo 16, diz assim: “que aproveitam ciosamente o tempo, pois os dias são maus”. Dias maus quer dizer que são dias tomados e governados pelo mal, em que o mal impera e reina. Naquela época o apóstolo Paulo estava atento a todas essas influências más em que a Igreja se encontrava. Em meio a um turbilhão de coisas desse tipo estava a Igreja de Éfeso.

Hoje em dia, no Congresso do país existem leis que vão contra tudo aquilo em que nós cristãos acreditamos. Existem muitas pessoas trabalhando com muita força, com muito dinheiro, para que, o que eu estou falando aqui, não seja dito. Se você não se sente chamado pela Igreja siga o seu rumo. É para essa Igreja, que está dormindo, que a Palavra está sendo proclamada. Essa Igreja que está dormindo em “berço esplêndido”, mas um berço demoníaco. O relativismo, do qual Bento XVI tratou em suas homilias, documentos e livros, foi uma das reflexões mais importantes dos últimos tempos. O relativismo e o secularismo são demônios como disse o Papa emérito, e parte da Igreja não o ouviu. Estamos como que com uma capa de chuva em que a chuva vem e escorre, assim estamos “impermeabilizados” para a graça de Deus se realizar em nós. Ela vem e não a absorvemos.

Cristão católico não precisa buscar horóscopo, leitura de mão, não precisamos buscar saber do nosso futuro, a garantia do nosso futuro está em Jesus Cristo. Muitas vezes, ficamos com um pé lá e outro cá. Buscar superstição não é para católico! Nós, Igreja de Cristo, não podemos nos deixar levar pelo relativismo. Justificando que essas coisas ligadas à superstição também eram praticadas pela nossa avó, pela nossa bisavó, entre outros. Não tem justificativa para superstição! Você precisa de oração? Vá ao grupo de oração, vá à casa daquelas senhorinhas que são movidas pelo poder do Espírito Santo de Deus e podem orar por você. Não vá a lugares não recomendados pela Igreja!

Estou dizendo isso aos cristãos. Para os pagãos tudo isso é bem diferente, é comum, é da prática deles, então que façam o que quiserem. Mas nós cristãos não podemos fazer nada disso! Não faz parte da vida do cristão buscar práticas ocultas. Existem muitas pessoas hoje em dia que querem se casar como pagãs, como muitos artistas fazem: colocam uma roupinha branca de linho, ficam descalças e “se casam” em praias paradisíacas ou em navios. Casam-se seis, sete vezes… Mas nós cristãos católicos nos preparamos para isso, existe um sacramento para isso. Uma pessoa de família católica que quer se casar, como pagã, já está fadada ao fracasso! O demônio tem matado a família no ninho, no começo.

“O Espírito diz expressamente que, nos tempos vindouros, alguns hão de apostatar da fé, dando ouvidos a espíritos embusteiros e a doutrinas diabólicas” (1 Timóteo 4,1).

Quantos cristãos não saem de casa sem ler o horóscopo. E quando se pergunta o signo deles respondem: “Sou de touro, de peixes…” Que nada! Se você continuar assim você será do cão!

Em Éfeso levantavam-se muitas idolatrias e hoje também estas se levantam. Idolatramos até músicos católicos, literaturas católicas, o clero. Fazemos como os efésios faziam, repetimos a mesma coisa, mas com a desculpa de que “simpatizo” com esse cantor católico, com esse escritor, com esse padre.

Com tudo isso não estou endossando o que os pagãos fazem, dizendo que o que eles fazem é correto? Não. É preciso denunciar o erro. Para cristão católico não é prática comum o esoterismo, a feitiçaria, a idolatria. Isso não é para os batizados.

Havia também em Éfeso muita corrupção e no meio de nós também há, desde quando os portugueses chegaram ao Brasil. A corrupção suga todo dinheiro da saúde e as pessoas morrem na porta dos hospitais. Suga todo o dinheiro da educação e muita criança que não tem para onde ir vai para as ruas e pode acabar se tornando um bandido.

O que é de Deus é de Deus; o que é do mundo é do mundo!“, exorta Flavinho
Foto: Wesley Almeida/CN

Não adianta ficar pensando que corrupção é só para os políticos e ir à padaria e a senhorinha do caixa lhe voltar dez centavos a mais e você o colocar no bolso e ir feliz para casa, guardando o dinheiro para comprar uma balinha depois. Ou quando você estiver no trânsito a 140 km por hora, e o guarda o parar por excesso de velocidade e, junto com os documentos, você entregar a ele cinquenta reais para ele não o multar. Você é que precisa parar com a corrupção!

“Ao anjo da igreja de Éfeso, escreve: Eis o que diz aquele que segura as sete estrelas na sua mão direita, aquele que anda pelo meio dos sete candelabros de ouro. Conheço tuas obras, teu trabalho e tua paciência: não podes suportar os maus, puseste à prova os que se dizem apóstolos e não o são e os achaste mentirosos. Tens perseverança, sofreste pelo meu nome e não desanimaste. Mas tenho contra ti que arrefeceste o teu primeiro amor. Lembra-te, pois, donde caíste. Arrepende-te e retorna às tuas primeiras obras.” (Apocalipse 2, 6-10)

A Igreja de Éfeso era ativa e trabalhava para que o paganismo e o ocultismo não se instaurassem no meio dela [Igreja]. Nosso trabalho também é de anunciar e denunciar tudo isso. Mas o perigo é nos distanciarmos do primeiro amor ao Senhor, quanto mais vamos esfriando tanto mais vamos nos afastando de Deus. E é isso que o demônio quer: nos afastar do amor de Deus e nos aproximar do coração podre do mundo.

Sim, sim! Não, não! O que é de Deus é de Deus, o que é do mundo é do mundo! Não podemos arrefecer. Não podemos ficar com meias palavras! Há muita mentalidade de autoajuda no Brasil em que tudo você se pode. Só com Deus é que você pode, sem Deus você é nada!

Não dê muitas rédeas para seus filhos, você os cria e depois eles vêm com um “canudo” [diploma] e dizem que sua fé não vale nada, que é besteira acreditar em imagem e na Eucaristia. Diga a eles: “Coloquem-se no seu lugar!”. A Igreja nunca disse para espancar os filhos, nenhuma instituição ajuda mais a criança do que a Igreja Católica, mas uma palmadinha e uma bronca não fazem mal a ninguém. Não estou falando de crime, pois espancar e matar criança é crime e esses criminosos devem ir para a cadeia!

“Finalmente, irmãos, fortalecei-vos no Senhor, pelo seu soberano poder. Revesti-vos da armadura de Deus, para que possais resistir às ciladas do demônio. Pois não é contra homens de carne e sangue que temos de lutar, mas contra os principados e potestades, contra os príncipes deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal espalhadas nos ares. Tomai, por tanto, a armadura de Deus, para que possais resistir nos dias maus e manter-vos inabaláveis no cumprimento do vosso dever. Ficai alerta, à cintura cingidos com a verdade, o corpo vestido com a couraça da justiça, e os pés calçados de prontidão para anunciar o Evangelho da paz. Sobretudo, embraçai o escudo da fé, com que possais apagar todos os dardos inflamados do Maligno. Tomai, enfim, o capacete da salvação e a espada do Espírito, isto é, a palavra de Deus. Intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos.”

 A Palavra de Deus é para a Igreja de Deus em primeiro lugar. Essa Palavra é para nós e temos que nos fortalecer usando essas armas do Alto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *