_castidade_juventude_sagrada

Motivos para viver a castidade

Pessoas que optaram pela castidade tendem a ser mais leves

Quando tomamos uma decisão, em determinado momento da vida, geralmente nos deparamos com alguns conflitos que vêm nos apresentar prós e contras, possibilidades, dificuldades, desafios que poderemos enfrentar com a escolha. Nossos valores entram em jogo com bastante peso nesses momentos.

Hoje, não é mais possível falar para as novas gerações: “faça isso”, “não faça aquilo”. O acesso fácil e rápido às mais diversas informações capacitou as crianças, adolescentes e jovens a questionarem mais sobre a maioria dos dilemas da vida.
Assim, quando falamos sobre a proposta de castidade, é necessário estar atento aos motivos pelos quais se adere a essa prática. É bom pensar profundamente sobre o assunto e provocar questionamentos a respeito das razões dessa escolha.

:: O que é castidade?
Apresento aqui alguns itens que podem nortear essa reflexão, mas que, com certeza, não encerra toda a gama de motivos para viver a castidade.

Autoconhecimento

1. Quando há a vivência da castidade, a tendência é que o indivíduo tenha mais domínio de si, fruto de um adequado autoconhecimento. Assim, autoconhecimento gera mais autodomínio, ou seja, a pessoa tem menor probabilidade de ser vítima das suas emoções e tensões mal trabalhadas;

Respeito como ponto central das relações

2. O relacionamento entre pessoas do sexo oposto pode ser mais saudável e livre, sem desconfianças e constrangimentos. Na castidade, o homem consegue olhar para a mulher com mais nitidez, porque pratica a pureza; a mulher, idem. O respeito aparece como ponto central nessas relações, e a amizade tende a ser mais profunda, honesta e descomplicada;

Valorizar de maneira adequada o corpo

3. O indivíduo casto aprendeu a valorizar de maneira adequada um grande presente que Deus deu a cada indivíduo: o seu corpo. Ele conhece suas potencialidades e limitações com mais propriedade, consegue direcionar-se de maneira mais centrada nas diversas situações da vida e reconhece que o seu corpo e o corpo do outro são sagrados, lindos, bons e devem ser tratados com a alta dignidade que merecem;

Pensamentos mais livres para o aprendizado

4. Sabemos que a opção pela castidade não é sempre fácil, rápida ou simples. Cada pessoa tem o seu próprio caminho para conquistar essa virtude. Porém, quando ela é capaz de viver a castidade adequadamente, depois de passados os períodos mais turbulentos dessa luta, seus pensamentos tendem a ficar mais livres para o aprendizado, para a criatividade, a apreciação do belo e a construção do novo;

Conhecer-se mais

5. Espiritualmente, a pessoa acaba estreitando mais o seu relacionamento com Deus, por reconhecer que, sozinha, irá até um determinado ponto. Quando se propõe a viver a castidade, como dito acima, a pessoa tende a conhecer-se mais e, com isso, consegue apresentar-se mais inteiramente diante de Deus, reconhecendo suas fraquezas e limitações para pedir auxílio Àquele que tudo pode, que tudo vê e que deseja verdadeiramente ajudar Seus filhos no caminho da plenitude;

Pessoas que optaram pela castidade tendem a ser mais leves

6. Se você for atento e honesto, saberá responder essa: já notou que a alegria das pessoas castas é diferente daquela alegria que mistura malícia, desrespeito e baixarias? Diferente do que muitos podem pensar, as pessoas que optaram pela castidade tendem a ser mais leves nos seus contatos sociais, alegram-se puramente com coisas simples do cotidiano, riem muito (muito mesmo) de coisas que não precisam envolver maldade; conquistam aquela alegria natural e espontânea, um pouco rara hoje em dia;

Sabe que pode enfrentar e vencer outros desafios da vida

7. Por ter decidido viver a castidade, o indivíduo sabe que pode enfrentar e vencer outros desafios da vida, pois o esforço para ir numa direção contrária ao que a sociedade prega o deixou mais consciente e fortificado em tudo que o compõe: pensamentos, sentimentos, reações físicas e biológicas, atitudes etc.
Enfim, como dito acima, essa não pretende ser uma lista completa dos motivos para se viver a castidade, mas uma proposta de reflexão sobre o assunto. Quem sabe, esse não era o empurrãozinho que faltava para você se convencer de que a castidade é algo bom, moderno, bonito, jovial e que apresenta resultados que podem ajudá-lo no caminho da felicidade que você deseja para a sua vida?
Coragem! O caminho para desenvolver uma grande virtude pode ser uma aventura maravilhosa que envolve perigos, vitórias, desafios, lágrimas, suor, conquistas, risos e paz, mas que só será vivida se você tomar a sua decisão.

Fonte – Site Oficial Canção Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *