Família

A Família é patrimônio da Humanidade

Estamos em um mês propício e oportuno para trocar experiências de família e agradecer a Deus por nos ter revelado o seu amor no seio de nossas famílias.

Recordo-me de um fato da minha infância: morávamos na zona rural, e meu pai fazia mensalmente compras na cidade. Numa dessas ocasiões, ao chegar à cidade, ele foi tomar um café, e alguém lhe ofereceu um “picolé”. Ele ainda não havia experimentado algo assim gelado e achou a novidade tão boa e gostosa que logo foi ao bar, pediu ao dono que lhe embrulhasse um tanto. Tomou o pacote, colocou-o dentro do embornal e voltou para casa a cavalo.

Ao chegar em casa, após uma hora e meia de viagem, logo chamou todos nós e muito alegre disse: eu trouxe uma deliciosa novidade. Ao abrir o embornal, viu apenas os palitos, pois os picolés haviam derretido. Desapontado, mas sorrindo, narrou que achou aquilo tão bom que logo pensou em trazer para cada um de nós. Meu pai tinha iniciativas maravilhosas e engraçadas que eram únicas. São doces e fortes recordações, entremeadas de realidades tão diversas, que só em espírito de família temos a graça de viver.

Bento XVI afirmou que: A família é o patrimônio da humanidade. “Ela tem sido e é escola da fé, palestra de valores humanos e cívicos, lar em que a vida humana nasce e se acolhe generosa e responsavelmente. A família é insubstituível para a serenidade pessoal e para a educação de seus filhos. No seio de uma família, a pessoa descobre os motivos e o caminho para pertencer à família de Deus. Dela recebemos a vida que é a primeira experiência do amor e da fé…(D.A).

Na minha família, tínhamos o costume de rezar juntos. Meu pai nos colocava em oração, de joelhos, e quando percebia que a nossa família estava enfrentando uma batalha contra o mal, ele se colocava de braços abertos, e rezávamos o Credo, Salve Rainha, o terço, e a oração do Anjo Custódio; perseverávamos na oração em família, até recebermos a libertação. Meus pais eram autenticamente intercessores, e em espírito de oração e amor educaram os seis filhos até tomarem o rumo certo na vida.

“Deus ama nossas famílias, apesar de tantas feridas e divisões. A presença invocada de Cristo através da oração em família nos ajuda a superar os problemas, a curar as feridas e abre caminhos de esperança. Muitos vazios de lar podem ser atenuados através de serviços prestados pela comunidade eclesial, família das famílias”(DA).

Senhor, abençoe as nossas famílias!

Luzia Santiago – Comunidade Canção Nova

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *